Conselhos básicos para se nutrir adequadamente ao praticar desporto

Os suplementos alimentares são usados frequentemente pelos desportistas e a prova disso é a ampla expansão de este tipo de produtos no mercado. No entanto, é difícil obter informação correta e saber o que fazer para não prejudicar a saúde, tendo em conta as teorias revolucionárias e sem fundamentos publicadas na Internet.

É importante começar pela base, isto é, criar um plano de alimentação para cada momento da atividade desportiva: antes, para aumentar a disponibilidade energética; durante, para lutar contra a fadiga; depois, para recuperar rapidamente e de forma adequada.

Comer antes de praticar desporto

O objetivo da nutrição pré-atividade desportiva é o máximo aproveitamento dos hidratos e das reservas hídricas. Se as refeições pré-treino incluírem elementos com um baixo índice glicémico, em vez de alto, estaremos a favorecer a oxidação dos ácidos gordos durante o esforço. O seu uso facilita a poupança de glicogénio e aumenta a sua disponibilidade ao longo do esforço. Um uso controlado dos hidratos de carbono de baixo índice glicémico permite reduzir a possibilidade de hipoglicémia reativa.

Comer durante a prática de desporto

Durante a atividade física, o aprovisionamento de energia prolonga a autonomia e reduz a fadiga. O uso de complementos durante a atividade desportiva ajuda a aumentar a duração e o rendimento e baseia-se na ingestão de hidratos de absorção rápida e gradual, numa mistura de fructose e maltodextrose para proporcionar energia imediata e constante, e em sais minerais sob a forma de soluções de hidratos de carbono e eletrólitos para compensar as perdas devido ao suor.

Comer depois de praticar desporto

A fase de recuperação depois de um esforço físico e intenso é importante para um desportista, já que deve resolver rapidamente cada problema energético e muscular. É imprescindível recuperar as reservas energéticas, assim como a eficiência muscular e o equilíbrio hidrossalino, e fazê-lo imediatamente depois de terminar a atividade, sobretudo se tivermos dois ou mais sessões de treino ou competição num mesmo período.

Nos próximos tempos…

Daremos mais detalhes sobre uma gestão alimentar apta para o inverno, com o objetivo de se preparar para os primeiros eventos da temporada. Falaremos de falsos mitos, treinos em jejum, consequências do frio, importância da recuperação, reservas de glicogénio, entre muitos outros temas.

Leitura recomendada: Conselhos para corredoras principiantes

Deixar um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here